Iniciação Científica é tema de abertura de Simpósio na Unesp-Bauru

img_1339

Organizado pelos alunos de Design da FAAC, a primeira edição do Simpósio Interdesigners aconteceu nesta segunda-feira, dia 03 de novembro, às 19 horas na sala 1. O evento contou com a presença do Prof. Dr. Tomas Queiroz Ferreira Barata, da Profª Drª Ana Beatriz Ferreira de Andrade, da Profª Cássia Letícia Carrara Domiciano, do Prof. Dr. Dorival Campos Rossi, do Prof. Dr. Fausto Orsi Medola, da Profª Drª Fernanda Henriques e da Profª Drª Paula Landim. Durante a mesa redonda, alunos puderam expor um pouco de suas pesquisas e dividir ideias e experiências que viveram durante a realização dos seus trabalhos. João Victor Gomes e Natalia Botteon Tomazela, orientandos do professor Tomas Barata, foram os primeiros a falar sobre suas respectivas pesquisas. Em seguida, a professora Ana Beatriz ressaltou que “o projeto de iniciação científica é do aluno” e que é importante que ele experimente e que seja multidisciplinar. Lucas Melara, seu orientando, falou sobre seu trabalho de pesquisa de fotografia na Fundação Paiva de Bauru. Para a professora Cássia Carrara, a pesquisa de um aluno contribui para a pesquisa de outro, sendo essencial o apoio do docente ao aluno. Julia Landim Goya, orientanda da professora, já está em sua terceira iniciação científica e incentiva os alunos a aproveitarem ao máximo as aulas da própria grade do curso, já que muitas delas podem dar uma base importante para sua pesquisa. Segundo a aluna, para pesquisar é preciso sair da zona de conforto. O professor Dorival Rossi, líder do grupo de estudos P.I.P.O.L. – Projetos Integrados de Pesquisa On-Line, ressaltou que o aluno que deseja pesquisar deve sempre ter em mente uma pergunta base, uma ontologia, se não o trabalho fica sem uma propósito principal, dificultando-o. Sua orientanda, Samanta Teixeira, falou um pouco de sua iniciação sobre a arte do origami. Em seguida, o professor Fausto Medola comentou sobre a pesquisa de Design, Ergonomia e tecnologia assistiva. Junto com sua orientanda Adrieli Sardella, conseguiram uma parceria com a SORRI para estudar e ajudar no design das cadeiras de rodas, suas limitações funcionais e problemas a serem resolvidos.

Laís Akemi Margadona e Rafaella Bortolan, orientadas da professora Fernanda Henriques, falaram em seguida sobre “Lomografia e Instagram” e “Design Gráfico Inclusivo”, respectivamente. E para finalizar, a professora Paula Landim ressaltou que a universidade é um espaço de reflexão e que a iniciação científica não deve ser prioritariamente pela bolsa. Suas alunas orientadas Ana Laura Alves e Naiane Quirino de Biazi foram as últimas a comentarem sobre seus trabalhos e suas experiências. Com uma iniciação que partiu de uma disciplina da grade, Ana Laura contou que já participou de diversos congressos e premiações por incentivo da professora, enquanto Naiane começou sua pesquisa depois de ter feito um protótipo para o prêmio Alcoa.

ACI/FAAC – Unesp
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s